21 de novembro de 2008

Cântico ...








Cântico



O vento verga as árvores, o vento clamoroso da aurora...

Tu vens precedida pelos vôos altos,

Pela marcha lenta das nuvens.

Tu vens do mar, comandando as frotas do Descobrimento!

Minh'alma é trêmula da revoada dos Arcanjos.

Eu escancaro amplamente as janelas.

Tu vens montada no claro touro da aurora.

Os clarins de ouro dos teus cabelos na luz!





Mario Quintana




0 comentários: